Florianópolis: 1º de Maio, Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, é marcado por atividades culturais

postado em: NOTÍCIAS | 0

Para marcar o Dia do Trabalhador e da Trabalhadora, a CUT, junto com as demais centrais, organizou um ato com muita música, poesia e teatro durante na tarde desta segunda-feira, 1º de maio, no Largo da Alfândega, em Florianópolis. Trabalhadores e trabalhadoras vieram de diversas regiões do estado para participar da atividade.

Com programação cultural e artística, o evento teve como objetivo colocar em evidência pautas históricas de luta dos trabalhadores, como emprego, renda, valorização do salário mínimo e do serviço público.

A programação contou com peça teatral, declamações de poesia, apresentação de slam com a poetisa Liza e os shows do grupo Africatarina, da cantora Joana Castanheira e do rapper Neggo Jhu. 

O ato marcou a unidade das centrais sindicais, com a participação da CUT, CTB, CSB, Intersindical, UGT, Força Sindical e Nova Central. A presidenta da CUT-SC, Anna Julia Rodrigues, lembrou que este Dia do Trabalhador foi diferente dos últimos anos. “Pela primeira vez depois de seis anos temos motivos para comemorar este 1º de maio. Derrotamos Bolsonaro e elegemos um governo popular, que já anunciou a volta da valorização do salário mínimo – política essencial para melhorar a vida dos trabalhadores. Ainda temos muito pelo que lutar, mas podemos comemorar a volta da esperança e da democracia”.

Com informações CUT-SC e edição Fetram-SC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove + dois =