Entidades se reúnem para debater ações em relação à suspensão do Piso Nacional da Enfermagem

As entidades que representam trabalhadores da Enfermagem estiveram reunidas na tarde desta segunda-feira (5), na sede do SindSaúde/SC, em Florianópolis, para debater ações em relação à liminar que suspendeu a lei 14.434/2022, que estabelece o piso da categoria. A decisão do ministro do STF, Luís Roberto Barroso, foi publicada na tarde deste domingo (4) e causou uma grande mobilização dos profissionais da Enfermagem em todo o país.

Sindicatos, associações, Federação e Conselho Regional de Enfermagem discutiram ações a serem tomadas para organizar um movimento visando a derrubada da liminar e a garantia do pagamento do piso.

Como encaminhamento da reunião está sendo organizada uma Assembleia Geral Unificada para a próxima sexta-feira, dia 9, às 12h30, no trapiche da beira-mar Norte, em Florianópolis. Enfermeiros, técnicos, auxiliares e parteiras serão convocados em seus locais de trabalho para mobilização a partir das 9h.

Os representantes presentes na reunião ressaltaram que, mesmo antes da suspensão, ferramentas como a Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI), lançada pela Confederação Nacional de Saúde (CNSaúde) contra a lei do piso, são empecilhos para garantir o direito da Enfermagem. As entidades também estão organizando junto às assessorias jurídicas ações visando a revogação da liminar publicada neste domingo.

Os representantes das entidades observaram que a categoria deve ter amparo no direito à manifestação e, por isso, a chamada de uma assembleia geral unificada é necessária.

Estiveram presentes na reunião o Coren/SC, SindSaúde/SC, CUT-SC, Confetam, Fetram-SC, Sintramubi (Biguaçu), Sintram/SJ (São José), Sintrasem (Florianópolis) e Fetessesc.

Fonte: SindSaúde/SC

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × 5 =