Piso da Enfermagem pode ser votado ainda este ano na Câmara dos Deputados

Projeto recebeu o apoio de 258 parlamentares para a tramitação em regime de urgência

O Projeto de Lei PL 2564/2020, que institui o piso salarial nacional do enfermeiro, técnico de enfermagem, auxiliar de enfermagem e parteira pode seguir direto para o Plenário da Câmara dos Deputados sem passar pelas comissões temáticas.

A votação poderá acontecer ainda esse ano, pois recebeu o apoio de 258 parlamentares para a tramitação em regime de urgência. O responsável pelo requerimento foi o deputado federal Célio Studart (PV-CE). A mobilização contou com o apoio dos co-autores: Mauro Nazif (PSB-RO), Bira do Pindaré (PSB-MA), Túlio Gadêlha (PDT-PE), Camilo Capiberibe (PSB-AP) e Nivaldo Albuquerque (PTB-AL).

“Após ampla articulação conseguimos o número de assinaturas necessárias para que o requerimento de urgência possa ser votado! Quem te pega na porta de um hospital é um enfermeiro. Quem te leva até a porta para te devolver com saúde também é um enfermeiro. E se as coisas não derem certo, saiba que quem vai estar ao seu lado também é um enfermeiro. Precisamos valorizar a categoria”, ressaltou o deputado federal Célio Studart.

Na semana passada, o Senado Federal aprovou o piso de R$ 4.750,00 para os enfermeiros de R$ 3.325,00 para técnicos e de R$ 2.375,00 os demais. Atualmente são cerca de 2,5 milhões de profissionais em atuação em todo o país.

Segundo Jucelia Vargas, presidenta da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Municipal (Confetam), a mobilização das entidades representativas dos profissionais de saúde faz parte de um processo de luta com mais de 20 anos. “O texto que foi para o Senado Federal estava diferente do original, no que diz respeito aos valores do piso e não prevê a carga horária semanal de 30 horas. Reconhecer o trabalho primoroso dessas categorias deve ser prioridade, principalmente neste período de crise sanitária que estamos passando”, finalizou Jucelia.

 

Com informações, assessoria de imprensa Confetam

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 × 1 =