Dia Mundial da Saúde: um chamado global para salvar vidas e proteger o trabalho

postado em: NOTÍCIAS | 0

A crise sanitária ocasionada por conta da Covid-19 aprofundou a crise econômica, acabando com milhões de empregos e acelerando a precarização do trabalho em todo mundo. No sul global, a situação é ainda mais alarmante.

O caso brasileiro reflete o desinteresse do Governo Bolsonaro em garantir a subsistência das pessoas enquanto for necessário o isolamento social. Além disso, a política de saúde do governo é insuficiente: imunizou pouco mais de 2% da população, enquanto o número de mortes por coronavírus cresce vertiginosamente.

Não há um esforço político para frear as consequências da Covid-19, colocando o Brasil como um dos piores países no enfrentamento à pandemia.

Diante desse cenário, centrais sindicais, movimentos sociais, entidades da sociedade civil e personalidades são signatárias de um manifesto que convoca trabalhadoras e trabalhadores de todo o mundo a se mobilizarem para o Dia Mundial da Saúde e, juntos, exigirem dos governos e organismos multilaterais uma série de medidas para salvar vidas e proteger o trabalho digno.

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dezesseis − nove =