Florianópolis: trabalhadores da prefeitura da capital decidem manter greve em defesa dos serviços públicos

postado em: NOTÍCIAS | 0

A presidenta da Fetram-SC, Sueli Adriano, acompanhou na tarde desta segunda-feira, dia 5, a assembleia dos trabalhadores da Prefeitura Municipal de Florianópolis. Sem proposta do governo, os servidores(as) aprovaram por unanimidade a continuidade da greve em defesa do serviço público.

Uma audiência solicitada pelo sindicato à Superintendência Regional do Ministério do Trabalho e Emprego para mediar a negociação coletiva estava marcada para a tarde de hoje. Porém, alguns minutos após o horário marcado para a reunião, o governo Topázio encaminhou ofício ao MTE informando que não participaria.

Em greve desde o dia 31 de maio, os trabalhadores(as) não estão sendo recebidos para negociação com o governo Topázio Neto, que, numa escalada autoritária dirigida ao sindicato da categoria, ameaça demitir, multar e prender.

A greve dos trabalhadores da Prefeitura de Florianópolis é por concurso público e contra a terceirização através de Organizações Sociais (OS), um modelo de gestão que acumula denúncias de fraudes e precarização de salários e direitos dos trabalhadores e do atendimento à população por todo o país. Também é por valorização dos trabalhadores e pelo pagamento de pisos e carreiras (magistério, enfermagem e quadro civil), que já estão em lei, mas são descumpridos.

A Fetram-SC está ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras da Prefeitura de Florianópolis na luta por direitos, valorização e condições dignas de trabalho.

Lutar por direitos não é crime!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

19 + 19 =