Dia Nacional de Luta em defesa do Piso Salarial da Enfermagem mobiliza a categoria em Santa Catarina

Seguindo o calendário construído pelo Fórum Nacional da Enfermagem, trabalhadores(as) da saúde de diversos municípios catarinenses realizaram assembleias e atos nesta quarta-feira, dia 21, em defesa da implementação imediata do Piso Salarial da categoria. Os profissionais lutam contra a decisão tomada pelo STF no último dia 15, que manteve suspensa a Lei que fixa os pisos salariais para enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras. 

A suspensão deve-se à falta de clareza do governo federal quanto à procedência do orçamento que será direcionado para a garantia de pagamento do Piso. Entretanto, o impacto orçamentário do Piso da Enfermagem foi exaustivamente debatido durante a tramitação do projeto no Congresso Nacional e sua viabilidade econômica já comprovada pelo relatório do grupo de trabalho especial que analisou a matéria.

Na capital, os trabalhadores deliberaram pela continuidade das mobilizações em defesa piso da categoria, seguindo o calendário do Fórum Nacional da Enfermagem, composto por um conjunto de entidades que representam os profissionais do setor a nível nacional. 

Outro ponto discutido na assembleia unificada da Grande Florianópolis foi a aplicação do piso na carreira dos servidores públicos. Também como encaminhamento, ficou definido que haverá um movimento de cobrança aos deputados e vereadores para que pressionem pela garantia da lei. Uma carta aberta à sociedade, como manifesto da categoria, será construída em conjunto entre as entidades.

Confira no vídeo a participação da diretora de Finanças da Fetram-SC, Sueli Adriano.

Logo após a assembleia foi realizado um ato em frente aos hospitais Baía Sul e Caridade para demonstrar o descontentamento dos profissionais e protestar contra a demissão de um trabalhador que estava na luta pela implementação do Piso.

Repúdio ao assédio e às demissões

 

Um abaixo-assinado contra assédios e demissões foi criado por entidades representativas dos trabalhadores da saúde da Grande Florianópolis. O documento expõe o repúdio ao que está sendo praticado por algumas empresas contra empregados que se manifestaram em favor do Piso Nacional da Enfermagem. Acesse aqui e assine o abaixo-assinado.

Confira os atos realizados em outras cidades:

Timbó

Com o apoio do Siseti, profissionais da enfermagem da prefeitura de Timbó, de outros municípios da região, estudantes e trabalhadores do Hospital Oase participaram do ato que começou na Praça Frederico Dönner e prosseguiu pelas ruas centrais da cidade.

Além do Piso da Enfermagem, também esteve em pauta a revogação pelo Congresso Nacional do veto presidencial que retirou a obrigatoriedade de reajuste anual através do INPC. Na prática, isso poderá em poucos anos tornar o piso defasado, voltando ao quadro de desvalorização existente.

O ato contou com a presença de trabalhadores dos municípios de Timbó, Apiúna, Ascurra, Rodeio, Rio dos Cedros, Benedito Novo e Doutor Pedrinho, cidades representadas pelo Siseti.

Rio do Sul

O Sinspurs esteve ao lado dos trabalhadores e trabalhadoras em Rio do Sul, na Praça Ernembergo Pellizzetti, em defesa da implementação do Piso Salarial da Enfermagem. Para os próximos dias outras mobilizações também estão sendo organizadas. 

Criciúma

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 × três =