Delegação de Santa Catarina participa de Encontro do Conselho Nacional LGBTI+

postado em: NOTÍCIAS | 0

Até amanhã (17), a cidade de São Paulo recebe o Encontro do Conselho Nacional Popular LGBTI+. Fruto da articulação de mais de 25 organizações da sociedade civil, o Conselho Nacional Popular LGBTI+ nasceu no dia 28 de junho de 2020, Dia Internacional do Orgulho LGBTI+ e data que marcou um ano da extinção do Conselho Nacional de Combate à Discriminação e Promoção dados Direitos Humanos de LGBT (CNCD/LGBT) pelo Governo Federal.

Sueli Adriano, secretária de Finanças da Fetram-SC e secretária LGBTQIA+ da Confetam/CUT acompanha o evento. “A participação dos servidores municipais se faz necessária para derrotar o fascismo e a política de ódio. É preciso unidade das organizações LGBTQIA+ do Brasil e das organizações que discutem o campo progressista brasileiro. Estamos vivendo nosso pior momento de luta e precisamos nos unir contra a homofobia em todas as organizações”, ressalta Sueli.

Uma delegação representando entidades sindicais e movimentos sociais de Santa Catarina está presente no evento, inclusive servidores municipais, demonstrando que o enfrentamento à homofobia passa pela luta de classes, considerando que a opressão à diversidade é uma das características da exploração capitalista.

A luta contra a homofobia pressupõe a garantia de serviços públicos, em todas as esferas, que atendam às demandas da população LGBTQIA+. Isso vai contra as ações do atual governo, que insiste em retirar direitos e não investir em políticas públicas neste setor. É certo que, com Bolsonaro, não haverá perspectivas de avanços. Pelo contrário, presenciamos um governo que incita o ódio e o desrespeito contra a comunidade LGBTQIA+.

A resistência vem sendo feita em resposta ao avanço do conservadorismo nas instituições de poder do país, à grande perseguição das pessoas LGBTI+ no Brasil e aos ataques de direitos sofridos pela comunidade desde a eleição de Jair Bolsonaro, em 2018.

​​No primeiro dia do evento, neste domingo (15), ocorreu o lançamento do Programa Brasil de Todas as Cores, uma plataforma de luta e direitos sociais dos LGBTI do Campo Popular, que visa discutir a implementação de políticas públicas para as populações LGBTI no Brasil.

Hoje, segunda-feira (16), a programação prevê debates sobre a conjuntura política, sobre as demandas por políticas sociais e as estratégias de resistência ao fascismo. As discussões também percorrerão os campos da cultura e da arte. O Encontro terá como encerramento um grande ato político e cultural intitulado “Bolsonaro Nunca Mais” com shows e intervenções, na terça-feira (17) à tarde.

Com informações Confetam/CUT

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − 5 =